Apoio psicológico na carreira dos atletas.
Futebol Nacional

A importância do apoio psicológico na carreira dos atletas

Kaliandra Alves Dias
Siga-me
Últimos posts por Kaliandra Alves Dias (exibir todos)

Dribles que proporcionavam alegria, dão lugar as vaias e, em muitas situações, os clubes não dão apoio psicológico na carreira dos atletas.


A rotina de um jogador profissional de futebol é cheia de desafios. Além dos treinos diários, viagens e jogos, os atletas acabam passando por algumas frustrações dentro de campo. Dribles que antes proporcionavam alegria aos torcedores dão lugar as vaias e, em muitas situações, os clubes não conseguem dar o suporte psicológico.

No Brasil, menos da metade dos clubes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro possuem o departamento de psicologia. Segundo estudo realizado pela Federação Internacional dos Jogadores de Futebol (FIFpro), os jogadores profissionais sofrem mais de doenças psiquiatras do que o público em geral e 38% dos atletas que estão em atividade no mundo, sofrem sintomas de depressão e/ou ansiedade.

Campeão da Libertadores da América, o Palmeiras é um dos clubes pioneiros no suporte psicológico aos jogadores. O cuidado com a saúde mental dos jogadores inicia nas categorias de base e se estende ao profissional. De acordo com a psicóloga do clube, Gisele Silva, em casos especiais o acompanhamento é feito durante os treinamentos. ” É importante olhar para o atleta de uma forma para favorecer as reflexões e olhar para ele como ser humano comum, como eu, como você, e entender que ele não é uma máquina”, salienta.

Leia mais:

A preocupação com a saúde mental da comissão técnica e jogadores no interior do Rio Grande do Sul

Apoio psicológico na carreira dos atletas
Em 2019, o Ypiraga acabou batendo na trave e não conseguiu o acesso à Série B do Brasileirão (foto: Kaliandra Alves Dias)

Disputando a Série C do Campeonato Brasileiro, o Ypiranga, time de Erechim/RS, realiza suporte psicológico aos atletas e também membros da comissão técnica. O departamento de psicologia surgiu em 2018, com o objetivo de estabelecer condições e recursos técnicos psicológicos, por isso, o suporte conta com uma ação conjunta com a Universidade Regional Integrada (URI), abrangendo o diretor da área (psicólogo), estagiário, departamento médico e de futebol.

Segundo o psicólogo do clube, Paulo César Kautz, os torcedores transformam os atletas em super-heróis. “O atleta é antes de tudo um ser humano, e os problemas psicológicos destes são os mesmos que qualquer pessoa em suas atividades ou dinâmica de vida pessoal. A diferença do atleta é que existe uma grande cobrança por perfeição e permanente alto desempenho, pressão geradora de enorme tensão emocional, acompanhamento de uma grande expectativa do clube que o contrata, da sociedade, da torcida, da imprensa, das famílias e dos próprios envolvidos”, destaca o profissional.

O acompanhamento psicológico é realizado de forma contínua e se torna essencial no desenvolvimento de competências emocionais.

“O acompanhamento vai contribuir para que a comissão técnica e os atletas possam desenvolver um suporte emocional, de forma mais estabilizada, humanizada e equilibrada, apresentando os melhores resultados no desempenho, se associando ao trabalho conjunto com a parte física, tática e técnica”, salienta Paulo.

Embora o apoio psicológico ainda seja privilégio de poucos, é importante ressaltar que o pontapé é extremamente importante e um incentivo para outros clubes.

apoio psicológico na carreira dos atletas

Kaliandra Alves Dias

Jornalista e pós-graduanda em Gestão de Marketing.
Ler todas as publicações de Kaliandra Alves Dias
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments