jogadoras e equipe do flamengo posam para foto anunciando a parceria
Futebol, Futebol Feminino, Futebol Nacional, Notícias

Parceria entre Flamengo e Mercado Livre dá início ao projeto “Elas Jogam”

Taís Miotti
Siga-me

O projeto tem por objetivo incentivar meninas jovens a se tornarem jogadoras profissionais de futebol ingressando na base do Flamengo.


A empresa argentina de tecnologia que oferece soluções de comércio eletrônico, Mercado Livre, que já é patrocinadora do Flamengo desde abril de 2021, fechou nova parceria com o clube para desenvolver o projeto chamado de “Elas Jogam”. Em coletiva realizada nesta quarta-feira (16) na Gávea, a agremiação e a empresa anunciaram a novidade. A colaboração tem seu objetivo voltado ao desenvolvimento do futebol feminino e na equidade de gênero. Além disso, existe grande expectativa de formar craques na base do time. A iniciativa se faz importantíssima vista a atual situação dos clubes do país em relação ao seu quadro de atletas.

 

Como vai funcionar?

“Elas Jogam” é um kit que estará disponível para venda a partir da segunda-feira (21) no site do Mercado Livre. Este contém uma bolsa, uma bola, uma garrafinha d’água e uma carta que garante matrícula e bolsa integral às meninas que possuam idades entre 4 e 22 anos e estejam interessadas em participar do projeto. Atualmente existem 69 escolas do Flamengo espalhadas por 18 estados brasileiros que participam da iniciativa.

“O Mercado Livre acredita que a inclusão, o desenvolvimento igualitário e a diversidade são motores do progresso. Estamos muito felizes em iniciar este projeto inédito em parceria com o Flamengo. O futebol feminino ainda está em desenvolvimento no Brasil, e nossa ambição é ser um dos parceiros que auxiliam na transformação cultural da equidade de gênero na prática, incentivando não apenas o grande time de futebol feminino do Brasil, mas também quaisquer meninas e mulheres que queiram jogar futebol”. – Thais Souza Nicolau, diretora de branding do Mercado Livre, para a América Latina.

 

Imagem: MKT Esportivo

 

O kit custará R$79,00 e também fornece um cupom de desconto de R$70,00 para a aquisição de uma chuteira no Mercado Livre. Após realizada a compra, munido de um documento de identificação e a nota fiscal da compra, o responsável pela futura atleta (ou a mesma caso já possua 18 anos), deverá concluir a matrícula em uma das escolinhas afiliadas.

“Depois de um ano de sucesso com a equipe masculina, o Mercado Livre se une mais uma vez ao Flamengo, agora investindo nas nossas equipes de futebol feminino. Estamos confiantes de que a modalidade irá crescer ainda mais com este incentivo, que não se limita à exposição da marca, mas também aparece no apoio a diversas outras ações que iremos fazer durante o ano”. – Gustavo Oliveira, vice-presidente de comunicação e marketing do Flamengo.

 

Marketing do Flamengo e meios de divulgação da campanha

A parceria terá duração de 12 meses e a marca estará presente na parte superior das costas das camisas de jogo. Também estará visível nas camisas de treino das atletas dos times principal e de base. Outra característica importante é que todo o valor recebido com a venda dos kits será doado para o projeto Pretas em Campo, da ONG Empodera. Este é exclusivo para meninas adolescentes e jovens mulheres, e foi estabelecido na Cidade de Deus e em Pedra de Guaratiba, no Rio de Janeiro. A ONG tem como missão o empoderamento e o enfrentamento ao racismo utilizando o futebol. A Pretas em Campo trabalha questões como o crescimento socioemocional, desenvolvimento de habilidades e a discussão de temas importantes.

A campanha “Elas Jogam” surgiu da agência GUT São Paulo. Esta terá vídeos publicados nos canais do Mercado Livre e do Flamengo, além de menções nos perfis em redes sociais de veículos profissionais na área do futebol feminino, como Dibradoras, Joga Pra elas e Passa a Bola, além da jornalista e influenciadora Raissa Simplicio. Também serão veiculados conteúdos no TikTok em parceria com as criadoras de conteúdo Gio Queiroz, Giulia Araki, Bia Bonacin, Nayumi Be e Carolixas.

 

Leia mais:

Corinthians: um exemplo a ser seguido no Futebol Feminino

O que a USL Super League significa para o futebol feminino?

 

 

Taís Miotti

Cursando economia e falando de futebol nas horas vagas.
Ler todas as publicações de Taís Miotti
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments