Iličić, Atalanta.
Futebol, Futebol Internacional

Ídolo da Atalanta, Iličić volta a sofrer com depressão

Mesmo com sete desfalques na Atalanta, Josip Iličić não foi relacionado contra a Internazionale. O motivo preocupa.


No último domingo (16), Atalanta e Inter de Milão empataram por 0 a 0 em jogo válido pelo campeonato italiano. Com lesões e surtos de covid, a equipe de Bérgamo entrou desfalcada de sete jogadores. Todavia, nem mesmo com tantos desfalques, o ídolo da equipe, Iličić, entrou em campo. Por isso, a ausência do atacante chamou a atenção dos torcedores.

Segundo o jornal italiano “Corriere di Bergamo”, o camisa 72 teria voltado a sofrer com crises de depressão. Isso porque, recentemente, o esloveno já “abandonou” a carreira pelo mesmo motivo. Em 2020, no auge da história da Atalanta, Iličić era um dos craques da equipe, sendo também, um dos artilheiros da Champions League. Na ocasião, o atleta havia marcado 4 gols em um jogo contra o Valencia pelas oitavas de final da competição europeia e, após isso, parou de jogar com a chegada da pandemia.

Sediada em Bérgamo, a Atalanta viveu o sofrimento de ser o epicentro da pandemia do coronavírus no início de 2020. Aliás, o jogo contra o Valencia ajudou a expandir a contaminação. Em meio a este cenário catastrófico, Iličić entrou em depressão. Na ocasião, houveram diversas suposições que não nos cabe propagar. Todavia, o talentoso atacante não conseguiu se recuperar. Quando o futebol voltou, a Atalanta enfrentou o PSG pelas quartas de finais da Champions League sem o seu artilheiro. Iličić chegou a disputar cinco partidas antes disso, mas acabou sendo liberado por não ter condições psicológicas. Dessa forma, o camisa 72 voltou para a Eslovênia, seu país natal.

O retorno de Iličić

Praticamente três meses depois de se isolar na Eslovênia, Iličić voltou para a Atalanta. Em outubro de 2020. Contudo, como dito anteriormente, acabou perdendo o histórico confronto contra o PSG. Acontece, no entanto, que o principal problema foi sua forma física. Ao voltar, o atleta não conseguia se manter dentro do padrão ideal. Felizmente, ele pôde contar com o técnico Gasperini, que o tratou com carinho e cuidado, amenizando a situação. Acontece, que mesmo voltando a jogar e indo bem em alguns jogos, ele nunca mais repetiu o desempenho anterior.

Nesse tempo, mesmo com um carinho mútuo, Iličić e Gasperini se desentenderam algumas vezes. Não por essas questões, mas pelo estilo exigente dos treinamentos do técnico. A coisa pareceu ficar séria quando o atacante chegou a quase se transferir para o Milan. Entretanto, o técnico conseguiu, novamente, se entender com Iličić, que desde então, vem sendo um jogador importante.

Nova “recaída”?

Contudo, como vimos no início da matéria, Iličić não foi relacionado por novos problemas pessoais. Mas antes de qualquer previsão sobre o futuro do jogador, precisamos ver como ele e o clube tratarão da situação. Dificilmente, a Atalanta descartará o atacante. Tanto por ser ídolo do clube, quanto por ter o acolhido da primeira vez. Inclusive, abrindo mão de um jogador importante no maior jogo da história do clube.

Por fim, vale deixar nossa entrevista com o psicólogo do esporte, Paulo Ribeiro, para quem deseja entender mais sobre o assunto. Para isso, clique aqui e conheça mais sobre o trabalho do psicólogo do esporte.

Daniel Dutra

Jornalista em formação e apaixonado por esportes. Juntei essas duas paixões para produzir conteúdo e valorizar a comunicação criando um portal para levar informação e gerar oportunidades.
Ler todas as publicações de Daniel Dutra
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments