Romário no Carnaval de 1995. Foto: Getty Images
Futcheck, Futebol, Futebol Internacional

Verdade ou lorota? A história de Romário e Cruyff no Carnaval de 1994

Daniel Dutra
Siga-me

Uma das histórias mais famosas do futebol brasileiro, tem como personagens: Romário, Cruyff e o Carnaval carioca de 1994. Confira agora se a história é real, ou apenas uma fake news do futebol!


Tudo começou com uma entrevista do ex-jogador e ex-técnico holandês Johan Cruyff, ao jornal francês L’Équipe, em 2012. Ao falar sobre Romário e o jeito festeiro do brasileiro, Cruyff deu uma declaração um tanto quanto curiosa.

“Uma vez, ele (Romário) veio me perguntar se poderia faltar dois dias de treinos para voltar ao Brasil. Deveria ser carnaval no Rio de Janeiro. Eu respondi: ‘se você fizer dois gols amanhã, te dou dois dias a mais de descanso que o restante da equipe’. No dia seguinte, ele marcou seu segundo gol com 20 minutos de jogo e imediatamente fez um gesto para mim pedindo para sair. Ele me disse: ‘Treinador, meu avião sai em menos de uma hora”, contou Cruyff ao jornal francês L’Equipe.

Depois disso, o próprio Romário passou a contar essa história por aí. Aos poucos, ela acabou entrando no imaginário do torcedor e virando realidade para muitas pessoas. Mas será que essa história é mesmo real?

Romário e Cruyff, fato ou fake?

Romário e Cruyff

Antes de mais nada, vamos direto ao ponto: a história é completamente falsa. Sim, os dois craques mentiram para você!

Primeiramente, as datas não batem. O Carnaval de 1994 aconteceu entre os dias 12 e 14 de fevereiro. Enquanto isso, Romário realmente marcava dois gols, mas o segundo saiu apenas a 14 minutos do fim do jogo contra o Real Zaragoza, que venceu o Barcelona por 6 a 3 no dia 13. Ou seja, Romário sequer viajou para o Brasil. No compromisso seguinte, no dia 19, marcou três gols na vitória de 8 a 1 em cima do Osasuna.

Aliás, a história fica cada vez mais surreal conforme formos pesquisando os dados. Enquanto foi treinado por Johan Cruyff, Romário disputou 47 partidas e marcou 32 gols. Nesse período, foi substituído apenas 5 vezes, mas jamais no primeiro tempo. Apenas uma vez no intervalo. Em todas essas substituições, Romário só marcou gol em um jogo, contra o Sevilla, aos 74 minutos.

Confira as substituições

Barcelona 4 a 1 Zaragoza – 64 min
Celta de Vigo 0 a 1 Barcelona – 45 min (intervalo)
Real Oviedo 1 a 3 Barcelona – 74 min
Barcelona 3 a 1 Valencia – 55 min
Barcelona 5 a 2 Sevilla – 74 min (marcou um gol)

Portanto, uma das histórias mais divertidas do futebol, infelizmente, não é verdadeira. Todos sabemos da paixão de Romário pelo Carnaval, que inclusive o fez trocar o Barcelona pelo Flamengo em 1995, após ser eleito o melhor do mundo. Contudo, o baixinho jamais abandonou uma partida para curtir o Carnaval carioca.

Daniel Dutra

Jornalista em formação e apaixonado por esportes. Juntei essas duas paixões para produzir conteúdo e valorizar a comunicação criando um portal para levar informação e gerar oportunidades.
Ler todas as publicações de Daniel Dutra
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments