O Leeds United de Marcelo Bielsa.
Futebol, Futebol Internacional

O Leeds United de Marcelo Bielsa

O Leeds United de Marcelo Bielsa jogará a Premier League na próxima temporada. Conheça um pouco dessa equipe que bateu recordes na Championship.


Referência para Guardiola, Zidane, Simeone, Pochettino e tantos outros treinadores, Marcelo Bielsa é sem dúvidas um grande personagem que temos a oportunidade de acompanhar. Conhecido como “El Loco”, o argentino fez bons trabalhos em clubes e seleções, mas nunca alcançou um destaque como seus admiradores citados anteriormente. Todavia, teremos a chance de assisti-lo na Premier League na próxima temporada. O Leeds United – clube do treinador – está de volta para a elite após um belo trabalho na Championship.

Foram 16 anos jogando a segunda divisão. Nesse período, 18 técnicos passaram pelo clube até a chegada de Bielsa, que fez valer o apelido de El Loco. No primeiro treino, questionou quanto custava o ingresso para o jogo do Leeds e quantas horas um torcedor precisava trabalhar para pagar a entrada: 3 horas. Bielsa fez seus jogadores recolherem o lixo ao redor do centro de treinamento, por 3 horas, para que soubessem o que os torcedores investiam neles. Depois, aumentou as jornadas de treino para mais de 8 horas.

Fora essas e outras loucuras, Bielsa chamou atenção antes mesmo de ser contratado, por saber as formações de cada uma das equipes da Championship e suas distribuições táticas. Portanto, já é possível ter alguma noção de que o treinador gosta de entender do riscado. Vamos ver como foi o acesso do Leeds?

Momento defensivo

Com uma média de vitórias em 55%, Bielsa já atingiu a melhor média de um treinador na história do clube. Para isso, foi preciso extrair o máximo de seus jogadores fazendo com que se dediquem ao time. Como vimos no vídeo acima, no momento da transição defensiva, os jogadores do Leeds United voltam aplicados e determinados a recuperarem a posse da bola. No entanto, vale destacar, que esse tipo de lance não é mais comum nos jogos da equipe. Com o passar do tempo, os jogadores conseguiram controlar mais os jogos, sofrendo menos contra-ataques.

A valorização dos passes com um sistema propositivo, ajudou o Leeds a mudar um pouco sua fama de “Dirty Leeds” (o Leeds sujo) e inclusive, a diminuir o histórico de faltas. O clube adotou um novo estilo e por isso, em 2019, conquistou o prêmio de Fair Play da FIFA após deixarem o Aston Villa empatar ao ver que tinham feito um gol com um adversário caído e lesionado.

Quando a equipe já está organizada em sua fase defensiva, ela continua pressionando o portador da bola até recuperar, sempre empurrando o adversário para longe de sua área. Evitando assim, qualquer perigo. Dessa forma, o Leeds United de Marcelo Bielsa se consagrou como uma das defesas menos vazadas da competição. Outro ponto importante, é que a marcação começa ainda no ataque, com todos marcando e o time ditando o ritmo do jogo. Como um bom estrategista, Bielsa analisou as melhores partes do campo para perder a bola e/ou para atacar.

Matérias recomendadas:

Momento ofensivo

O momento ofensivo começa com a equipe cadenciando mais o jogo. Pablo Hernández usa de sua experiência para reger o meio de campo. Contudo, os lugares por onde a equipe mais ataca, são pelas laterais. Na hora que perde a bola, é mais fácil pressionar para recuperar na lateral, ou seja, está tudo interligado. Se o Leeds tem uma das melhores defesas da Championship, também tem um dos melhores ataques.

A equipe costuma se espalhar bastante pelo campo. No vídeo acima, é possível notar a grande quantidade de jogadores que se apresentam para finalizar. Inclusive, a assistência para trás é uma característica dessa equipe que se movimenta muito, como também ocorre no próximo vídeo.

Essa movimentação ocorre de forma quase natural. O esquema de jogo varia em três organizações. Resumindo a escalação, o Leeds United de Marcelo Bielsa é escalado em um 4-1-4-1, porém, quando tem a bola, a equipe forma linhas em 3-3-1-3. Algo um pouco diferente do habitual. No momento sem a posse da bola, a equipe forma um 4-5-1. Portanto, é um esquema com muitas variações, o que consequentemente, gera muita movimentação, o que precisa ser bem treinado. Não é atoa que Guardiola vê em Marcelo Bielsa, uma referência. O espanhol também gosta de variações táticas durante o jogo.

Agora, teremos a oportunidade de acompanhar essa equipe na Premier League. É muito cedo para traçar qualquer meta, mas a primeira intenção do clube, é se firmar novamente na primeira divisão e esquecer os 16 anos em divisões inferiores.

Daniel Dutra

Jornalista em formação e apaixonado por esportes. Juntei essas duas paixões para produzir conteúdo e valorizar a comunicação criando um portal para levar informação e gerar oportunidades.
Ler todas as publicações de Daniel Dutra
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments