Calleri, artilheiro do São Paulo. Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net
Futebol, Futebol Nacional

Artilheiro do São Paulo no Brasileiro, Calleri mantém ótimos números de sua primeira passagem e projeta 2022 melhor para o clube

Siga-nos

Responsável diretamente por 23% dos pontos da equipe na competição nacional, atacante argentino balançou as redes cinco vezes em 16 partidas disputadas desde o seu retorno ao Tricolor. Ao todo, já são 21 tentos e mais três assistências em 47 jogos pela equipe. Ele foi o artilheiro do São Paulo no Brasileirão.


“Toca no Calleri que é gol”. O grito da torcida do São Paulo, inspirado e criado por conta da performance do jogador argentino em sua primeira passagem pelo Tricolor, segue completamente atual, mesmo após cinco anos de sua temporada inicial. Os números comprovam a efetividade do atleta, que fez sua reestreia com a camisa do Tricolor em 19 de setembro. Em menos de três meses, foram cinco gols marcados em 16 partidas disputadas, fato que o fez terminar 2021 como o artilheiro do time no Campeonato Brasileiro.

Os dados chamam ainda mais a atenção e comprovam a efetividade de Jonathan Calleri se formos analisar a média de bolas na rede pela minutagem do atacante em campo. O camisa 30 atuou 870 minutos desde que retornou ao São Paulo. Ou seja, possuí uma média de um gol a cada 174 minutos em campo (um em menos de dois jogos completos).

O bom desempenho de Calleri, inclusive, acabou sendo fundamental para garantir a permanência do São Paulo na Série A do Brasileirão. Nos cinco jogos em que balançou as redes, todos no Morumbi, o time não foi derrotado. Mais do que isso, deram 11 pontos para o clube (23% do total conquistado na competição).

Contra Santos e Ceará, anotou o tento dos empates em 1 a 1. No clássico com o Corinthians, fez o único gol da partida. No duelo com o Sport, abriu caminho para a vitória de 2 a 0, enquanto diante do Juventude, foi o segundo jogador a balançar as redes no triunfo de 3 a 1.

“Infelizmente, a gente não conseguiu dar ao torcedor o que gostaríamos. O São Paulo é um clube gigante e precisa estar brigando na parte de cima da tabela sempre. Temos que lutar por títulos, pois é o que o clube está acostumado a fazer. Individualmente, posso dizer que estou satisfeito. Eu vinha sem jogar havia muito tempo e o calendário no Brasil é bem puxado, mas consegui me dedicar ao máximo e ajudei os meus companheiros. Mas volto a dizer, fico chateado porque a gente não atingiu os nossos objetivos e, ano que vem, iremos nos dedicar, ainda mais, pra dar alegrias à nossa apaixonada torcida, que sempre nos apoia”, afirmou.

Os números são animadores e pode ser uma esperança para o torcedor são-paulino, que espera por um ano de 2022 melhor. Em 2021, o Tricolor encerrou um jejum de nove anos sem títulos, com a conquista do Paulista, mas acabou a temporada de forma irregular, na 13ª colocação do Brasileiro.

Leia mais:

Emprestado pelo Deportivo Maldonado, do Uruguai, até o fim de 2022, com opção de compra, Calleri já disputou 47 jogos pelo São Paulo, somando a atual passagem com a anterior. Ao todo, marcou 21 gols e deu três assistências. Uma incrível média de um tento a cada 2,2 jogos e uma participação direta a cada 1,95 partida.

Em sua primeira passagem, apesar de ter durado apenas seis meses, Calleri construiu uma intensa relação com o clube e deixou o seu nome marcado na história. O atacante foi o artilheiro da Libertadores de 2016 e se tornou o jogador que mais balançou as redes pelo Tricolor em uma mesma edição do torneio, com nove gols em 12 jogos.

O grande rendimento, inclusive, o levou a ser convocado para defender a seleção argentina, nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, antes de se transferir para o West Ham. Titular nos três jogos da equipe, ainda deixou a sua marca no triunfo de 2 a 1 sobre a Argélia.

Passagem atual: artilheiro do São Paulo

16 jogos
11 jogos como titular
5 gols (média de 1 gol a cada 3,2 jogos)
870 minutos em campo (média de 1 gol a cada 174 minutos)

Geral

47 jogos
37 jogos como titular
21 gols (média de 1 gol a cada 2,2 jogos)
3 assistências
3268 minutos em campo (média de um gol a cada 155,6 minutos)
Média de uma participação direta a cada 136,1 minutos
Média de 1 participação direta a cada 1,95 jogo

Fut Content

Conteúdo jornalístico na palma da sua mão. Confira os destaques do futebol e veja o que os jogadores, técnicos e jornalistas têm a dizer sobre o dia a dia do maior esporte do planeta.
Ler todas as publicações de Fut Content
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments