Steve Davies.
Futebol, Futebol Internacional

Steve Davies: um dia como jogador de futebol

Durante a pré-temporada do West Ham em 1994, Harry Redknapp criou a “Lenda de Tittyshev”. Um suposto reforço do clube que mais tarde seria descoberto como Steve Davies, apenas um torcedor que atuou como atacante do seu time de coração.


A arte imita a vida, ou a vida imita a arte? Bom, talvez não seja necessário saber essa resposta para apreciar o que aconteceu em uma tarde de verão em 1994. Todavia, que criança nunca imaginou ser chamada para disputar uma partida pelo seu time de coração após entrar no estádio? Parece muita imaginação, mas isso de fato aconteceu.

Steve Davies sonhava em jogar pelo West Ham desde os cinco aos de idade. Nascido na cidade de Rushden, Inglaterra, ele teve uma infância um pouco diferente. Morando em uma cidade distante do seu time de coração, Steve ignorou as equipes locais como: Rushden Town, Northampton e Coventry City. Mas isso tem uma explicação. Após assistir o West Ham ser campeão da FA Cup contra o Fulham em 1975, Steve Davies se apaixonou pela equipe clarete azul. Ainda inocente, o novo torcedor acreditava que sempre comemoraria títulos do West Ham, fato que ele brinca até hoje.

“Tornei-me West Ham porque pensei que eles sempre venceriam. Agora sei que isso não é verdade”. – Steve Davies conta em tom de humor.

Com o passar do tempo, o sonho de jogar futebol foi passando, mas a paixão pelo West Ham cresceu. Steve acompanhava o clube em diversos estádios, mas o incidente aconteceu justamente quando ele não queria ir ao jogo. Steve Chunk, melhor amigo de Steve Davies, convidou o amigo para ir ao amistoso de pré-temporada contra o Oxford FC. Davies relutou por um momento, mas acabou convencido. Se o jogo não enxia os olhos, umas rodadas de cerveja e churrasco seria interessante.

West Ham vs Oxford Football Club

Harry Redknapp.
Harry Redknapp conversa com Steve Davies no meio da torcida em Oxford. Crédito: Steve Bacon

Durante todo o primeiro tempo do jogo, Steve Davies pegou no pé de Lee Chapman, ponta-de-lança do West Ham. Com o estádio amador e poucas pessoas, todos escutaram os insultos de Steve: “Chapman, burro, levanta esse cu!”. Já no começo do segundo tempo, Harry Redknapp, então técnico da equipe, perdeu muitos jogadores por lesões. Ninguém mais poderia se machucar, pois não havia mais substitutos. Entretanto, quis o destino, que justamente Chapman caísse lesionado. Mas e agora, quem entraria no lugar?

O técnico Redknapp se aproxima de Steve e pergunta: “Você aí, que tanto critica o Chapman, acha que pode fazer melhor que ele?” Levando a pergunta apenas como uma provocação, Steve Davies não se esconde e responde: “Claro que sim”. Ele só não imaginava que Redknapp mandaria ele se trocar no vestiário para disputar os 40 minutos restantes no lugar do jogador tão criticado por ele. “Quanto você calça, filho?”

Steve Davies: a lenda de Tittyshev

Steve Davies entrando em campo.

Para justificar a mudança, o técnico finge que o torcedor é um novo reforço do clube, um tal de Tittyshev, atacante búlgaro. Isso porque o locutor do estádio precisava anunciar a entrada do jogador, mas não reconheceu quem era e perguntou: “Harry (Redknapp), quem é esse?”, perguntou o locutor. “Você não viu a Copa do Mundo? Este é Tittyshev, o grande atacante búlgaro!”, respondeu o treinador. Todos acreditaram, começando pelo locutor: “Claro, grande contratação.”

Steve Davies entra em campo e começa a correr, mas nos primeiros toques na bola, todos estranham. “Ele não tinha pinta de jogador”, lembra Chris Fontaine, jogador do Oxford que enfrentou Steve. Realmente, ele era apenas um torcedor que havia bebido umas cervejas e entrado em campo, mas até então, ninguém sabia. Contudo, conforme o jogo corria, Steve começou a reconhecer que aquilo era mais difícil do que pensava da arquibancada. “Foi um futebol rápido pra caralho. O jogo era muito mais rápido do que eu pensava”.

Um roteiro de cinema estrelado por Steve Davies

Steve em campo.

Matérias Recomendadas:

Mesmo muito cansado, Steve não desistiu e correu em todas as bolas. Ele diz que estava perdido, tentando acompanhar os jogadores e lutando contra a vontade de olhar para as arquibancadas onde sua esposa, Bazza e seu amigo Chunk assistiam incrédulos. Até que no minuto 71, Steve recebe um passe de Matty Holmes e fica livre. Todos gritam: “Chuta!” Desajeitado, Steve Davies ajeitou a bola na grande área enquanto todos observavam a cena. Por um momento, Steve Davies foi um daqueles posters que tinha pendurados em seu quarto. Ele marcou um gol com a camisa dos hammers, fazendo o 4 a 0.

Um roteiro digno de cinema, mesmo que por alguns segundos. Enquanto Steve comemorava intensamente, o árbitro anulou o gol. Steve estava impedido. “Você destruiu meu sonho, seu filho da puta!”, disparou o torcedor para o árbitro. A sorte foi que o juiz levou na brincadeira e ambos riram juntos. Mesmo tendo a jogada da vida invalidada, certamente a história também mereceu um poster. Ao “The Guardian“, a lenda Tittyshev contou: “Parecia que o tempo tinha parado. Foi o melhor momento da minha vida.”

Anos depois, quando Harry Redknapp lançou sua biografia, houve um reencontro entre a lenda e seu criador. Steve Davies comprou o livro e ganhou uma dedicatória: “Você foi melhor do que o Chapman.”

Daniel Dutra

Jornalista e apaixonado por esportes. Juntei essas duas paixões para produzir conteúdo e valorizar a comunicação criando um portal para levar informação e gerar oportunidades.
Ler todas as publicações de Daniel Dutra
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

2 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments