Pierluigi Collina, melhor árbitro da história.
Futebol, Futebol Internacional

Pierluigi Collina: o melhor árbitro de todos os tempos

Daniel Dutra
Siga-me

Eleito o melhor árbitro de todos os tempos pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS), Pierluigi Collina teve uma carreira brilhante, sendo inclusive, o primeiro e único árbitro a ser capa de um jogo de videogame.


Nascido em 13 de fevereiro de 1960, Pierluigi Collina é um italiano da cidade de Bolonha. Apaixonado por basquete, jamais pensou em trilhar uma carreira no futebol. Entretanto, Collina também não gostava de jogar basquete. Pivô titular da equipe Allievi da Pallavicini, acabou sofrendo uma lesão que mudou seu rumo. Collina passou a apitar os treinamentos de seus companheiros e, posteriormente, entrou em um curso de arbitragem.

Ainda aos 17 anos, passou a ser observado por dirigentes até alcançar as divisões inferiores do futebol italiano como juiz. Enquanto isso, formou-se em economia pela Universidade de Bolonha. Foi então em 1991, ano em que tornou-se consultor financeiro de um banco, que Collina estreou na Serie A, elite do futebol italiano. Já na primeira temporada, bateu o recorde de partidas de um árbitro estreante na competição.

Pouco tempo depois, Collina já ganharia fama por causa da grave alopécia, que o fez perder os cabelos. Contudo, o desempenho profissional se tornaria sua principal marca. Em 1995, ganhou o distintivo de árbitro da FIFA. Desde então, apitou grandes clássicos na Champions League e a final da Olimpíada de 1996. Antes da virada do século, Pierluigi Colinna já era uma sensação. Mas seu auge como árbitro, viria em 2002, quando apitou a final da Copa do Mundo entre Brasil e Alemanha.

A personalidade forte de Pierluigi Collina

Collina aplicando um cartão vermelho. Crédito: IFFHS.
Collina aplicando um cartão vermelho. Crédito: IFFHS.

Certamente, a década de 1990 marcou uma geração no futebol. Repleta de craques por todo o mundo, a Itália era uma das referências. Todavia, não só de jogadores. Não importava o status que um craque internacional carregava. Para Collina, todos tinham o mesmo tratamento em campo. Caso alguém falasse mais alto com o juiz, era encarado na certa por ele. Em sua lista de cartões vermelhos estão craques históricos como: Maldini, Baresi, Nedved, Kluivert, Camoranesi, Trézéguet, de Rossi, Toldo, Hagi e tantos outros ídolos do futebol internacional.

Por seu jeito de apitar, Collina se tornou um árbitro respeitado entre os jogadores. Seus pulso firme aliado a sua aparência, virou marca registrada. Na época, chegou a ganhar o apelido de árbitro pop. Tornou-se amigo de alguns craques renomados. Contudo, o seu próprio sucesso foi tão grande, que Collina saiu em capas de revistas, anúncios de televisão e virou ainda, capa do PES 3, jogo de futebol eletrônico.

A imagem de Collina era tão forte, que mudou todo um regulamento. Aos 45 anos, os árbitros são obrigados a se aposentarem pela Federação Italiana (FIGC). Contudo, ao final da temporada 2004-05, quando Collina alcançou essa idade, a Federação mudou o regulamento para que ele apitasse por mais uma temporada.

A aposentadoria e o momento atual

Capa do PES 2003.
Capa do PES 2003.

Leia mais:

Entretanto, como já havia assinado um contrato publicitário de 800 mil euros anuais com a Opel, então patrocinadora do Milan, o juiz foi acusado de conflito de interesses pela Associação Italiana de Árbitros (AIA). Por isso, mesmo após a medida da Federação Italiana, Pierluigi Collina convocou uma coletiva de imprensa para anunciar sua aposentadoria. Após 240 partidas pela Serie A, 79 pela Serie B, 42 pela Coppa Italia e mais 109 internacionais, o “carequinha” finalmente pendurou seu apito.

Após os primeiros anos de aposentado, Collina foi nomeado em 2007, designador dos árbitros e consultor técnico-atlético do comitê nacional da AIA. Hoje, trabalha como dirigente arbitral da AIA. Ou seja, ele é responsável pela arbitragem das Series A e B do Campeonato Italiano.

Durante a carreira, foi eleito 6 vezes o melhor árbitro do mundo pela IFFHS. Mais recentemente, além de ser eleito o melhor árbitro da história também pela IFFHS, foi eleito o melhor árbitro da história pela revista France Football.

Daniel Dutra

Jornalista em formação e apaixonado por esportes. Juntei essas duas paixões para produzir conteúdo e valorizar a comunicação criando um portal para levar informação e gerar oportunidades.
Ler todas as publicações de Daniel Dutra
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments